Bolsonaro diz estudar decreto para liberar trabalho sem isolamento.

Bolsonaro diz estudar decreto para liberar trabalho sem isolamento.

Após visitar diversos pontos do Distrito Federal desrespeitando as orientações do Ministério da Saúde, o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) afirmou que estuda editar um decreto liberando o retorno às atividades de trabalhadores formais e informais que precisam “levar sustento” para casa, deixando o isolamento recomendado por autoridades sanitárias.

Bolsonaro voltou a atacar as medidas de isolamento social e disse ter ouvido relatos de trabalhadores informais que passam necessidade pela falta de clientes causada pela redução de demanda em meio à pandemia de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

“Estou com vontade de baixar um decreto amanhã. Toda e qualquer profissão legalmente existente ou aquela que é voltada para a informalidade, se for necessária para levar sustento para seus filhos, para levar um leite para seus filhos, arroz e feijão para sua casa, vai poder trabalhar”, afirmou. Perguntado se a medida estava sob estudo no governo, Bolsonaro afirmou que teve “um insight” durante a visita aos trabalhadores informais e que iria ver com os auxiliares se a medida era viável. Pela manhã, o presidente esteve em diversos pontos do Distrito Federal, conversando com comerciantes e trabalhadores informais. A comoção gerada pela presença de Bolsonaro provocou aglomerações,

Bolsonaro diz que vai enfrentar pandemia “como homem, não como moleque” Demonstrando irritação, Bolsonaro voltou a fazer referência —sem citar nomes— à disputa com governadores como João Doria (PSDB), de São Paulo, e Wilson Witzel (PSC), do Rio de Janeiro, que vem adotando medidas de interrupção de atividades para conter a propagação do vírus —como fechamento de estabelecimentos comerciais e cancelamento de aulas e em escolas e universidades. O presidente disse que quem estiver “trabalhando de casa” vai ser posto de férias ou demitido se a situação continuar. “Não podemos tratar esse assunto com demagogia, disputa eleitoral. Tem que tratar com seriedade. Temos que cuidar da vída.

Fonte: Uol

Veja também:

O novo auxílio é para trabalhadores informais que se encontram impossibilitados de exercer atividades por conta do isolamento social devido ao coronavírus.

Foi anunciado na noite da quinta-feira (26), pelo presidente do Brasil,Jair Bolsonaro, através de uma transmissão ao vivo realizada por uma rede social, novo auxílio para trabalhadores informais que se encontram impossibilitados de exercer atividades por conta do isolamento social devido ao coronavírus.

O valor é o triplo o valor inicialmente estudado pelo governo. De acordo com Bolsonaro ele recebeu o “ok” de Paulo Guedes e o líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo já estaria conduzindo essa articulação junto aos deputados (que já sinalizavam votar benefício no valor de R$ 500). O “voucher” será pago por um período de três meses de acordo com o presidente.”

Segundo o presidente, ainda será enviada outra proposta que irá aperfeiçoar o trecho suspenso da Medida Provisória 927/2020 que permitia ás empresas suspender por até quatro meses o contrato de trabalho de seus funcionários; Segundo Bolsonaro, teve falha na redação e faltou a garantia de contrapartida para os trabalhadores.

Ao decorrer do pronunciamento, o presidente disse por diversas vezes que sentia-se preocupado com o aumento do desemprego durante a crise. Segundo o mesmo, alguns empresários de setores diversos informaram a realização de novas demissões em suas respectivas empresas até a próxima segunda-feira (30). ” A segunda onda já chegou, haverá desemprego em massa”, declarou Jair Bolsonaro, presidente do Brasil.

QUE TER ACESSO AO NOSSO GRUPO VIP DO WHATSAPP E FICAR POR DENTRO DE DIVERSAS VAGAS?

CLIQUE EM ” ENTRAR NO GRUPO” QUE VOCÊ SERA DIRECIONADO AUTOMATICAMENTE!

CURTA A NOSSA PAGINA NO FACEBOOK:

Entenda o nosso trabalho aqui no blog:


CURSOS E EMPREGOS..:

  • Leia com atenção todas as informações da(s) vaga(s) antes mesmo de se candidatar.
  • É importante que o envio do currículo seja feito apenas se o candidato realmente estiver dentro do perfil exigido pela empresa ou instituição.
  • O site CURSOS E EMPREGOS apenas divulga as oportunidades. Não temos responsabilidade com as vagas postadas, não recebemos currículos, tampouco participamos de qualquer fase do processo de recrutamento e seleção.
  • O site CURSOS E EMPREGOS é totalmente gratuito, portanto, não cobramos nenhum valor ou qualquer tipo de taxa dos candidatos às vagas aqui divulgadas.
  • Duvide de qualquer cobrança vinda em razão de alguma oportunidade anunciada.

 

Deixe um comentário